Problemas no Trocador de Calor do Câmbio Automático: Jeep Renegade e Compass Flex

Este post foi feito no Centro Automotivo Rubi, oficina especializada em manutenção de veículos Jeep em Belo Horizonte, que tem recebido com certa frequência, veículos Jeep motores flex, com o problema do rompimento do trocador de calor, fazendo com que ao se romper, misture o óleo da caixa de transmissão automática, com o aditivo do sistema de arrefecimento, o que pode levar a danos simultâneos ao câmbio e ao motor, acarretando em enormes prejuízos com a reparação.

O trocador de calor do câmbio automático é um componente do sistema de refrigeração do câmbio que é responsável por transferir o calor gerado durante o funcionamento do câmbio automático para o líquido de arrefecimento do motor, ajudando assim a regular a temperatura do fluido de transmissão. Ele é projetado para dissipar o calor excessivo gerado pelo atrito das peças internas do câmbio, como os discos de embreagem e os componentes da caixa de engrenagens.

Quando o fluido de transmissão aquece demais, pode ocorrer uma série de problemas, como o aumento do desgaste das peças internas, redução da eficiência do câmbio e até mesmo danos permanentes ao sistema de transmissão. O trocador de calor ajuda a manter a temperatura do fluido de transmissão dentro dos níveis ideais, garantindo um desempenho adequado e uma vida útil mais longa para o câmbio automático.

O trocador de calor normalmente é constituído por uma série de tubos ou aletas que estão em contato direto com o líquido de arrefecimento do motor. O fluido de transmissão circula através desses tubos ou aletas, transferindo o excesso de calor para o líquido de arrefecimento, que é então resfriado pelo radiador do motor. O líquido de arrefecimento resfriado é então recirculado de volta ao trocador de calor do câmbio automático para repetir o processo de resfriamento.

Trocador de calor utilizado por veículos Jeep Renegade, Jeep Compass e Fiat Toro

Como funciona o trocador de calor do câmbio automático?

O processo de funcionamento do trocador de calor do câmbio automático é o seguinte:

  1. O fluido de transmissão quente circula através dos tubos ou aletas do trocador de calor. Esses tubos ou aletas são projetados para ter uma grande área de superfície, permitindo uma transferência eficiente de calor do fluido de transmissão para o líquido de arrefecimento.
  2. O líquido de arrefecimento do motor, que está circulando pelo radiador do motor, passa ao redor dos tubos ou aletas do trocador de calor. À medida que o líquido de arrefecimento entra em contato com os tubos ou aletas quentes, ele absorve o calor do fluido de transmissão.
  3. O líquido de arrefecimento aquecido pelo trocador de calor é então resfriado pelo radiador do motor, que é projetado para dissipar o calor do líquido de arrefecimento para o ambiente externo.
  4. O líquido de arrefecimento resfriado é então recirculado de volta ao trocador de calor do câmbio automático, onde o processo de transferência de calor ocorre novamente, mantendo o fluido de transmissão dentro dos níveis ideais de temperatura.

Dessa forma, o trocador de calor do câmbio automático ajuda a regular a temperatura do fluido de transmissão, evitando o superaquecimento do câmbio e garantindo um desempenho adequado e uma vida útil mais longa do sistema de transmissão. É importante garantir que o trocador de calor esteja limpo e em bom estado de funcionamento para garantir seu correto funcionamento e evitar problemas relacionados ao superaquecimento do câmbio automático.

Quais os sinais de problema no trocador de calor do câmbio automático?

Os sinais de um possível problema no trocador de calor do câmbio automático podem variar, mas aqui estão alguns sintomas comuns que podem indicar um mau funcionamento do trocador de calor:

  1. Superaquecimento do fluido de transmissão: Se o trocador de calor não estiver transferindo eficientemente o calor do fluido de transmissão para o líquido de arrefecimento do motor, o fluido de transmissão pode superaquecer. Isso pode resultar em um aumento na temperatura do câmbio automático, o que pode ser indicado por luzes de advertência no painel do veículo, aumento da temperatura do motor ou transmissão, ou odor de queimado vindo do compartimento do motor.
  2. Diminuição no desempenho da transmissão: Se o fluido de transmissão estiver superaquecendo devido a problemas no trocador de calor, a transmissão pode não funcionar corretamente. Os sintomas podem incluir mudanças de marcha bruscas, patinação das embreagens, redução da capacidade de aceleração ou perda de potência.
  3. Vazamento de líquido de arrefecimento: Se o trocador de calor estiver danificado, pode ocorrer vazamento de líquido de arrefecimento. Isso pode ser observado por manchas de líquido de arrefecimento sob o veículo, baixo nível de líquido de arrefecimento no reservatório ou sinais de vazamento no sistema de arrefecimento.
  4. Contaminação do fluido de transmissão: Se o trocador de calor estiver com vazamentos, o líquido de arrefecimento pode misturar-se com o fluido de transmissão, resultando em contaminação do fluido de transmissão. Isso pode ser indicado por uma cor anormal ou presença de partículas no fluido de transmissão verificado na verificação do nível ou na troca de óleo da transmissão.
  5. Sobreaquecimento do motor: O trocador de calor do câmbio automático normalmente usa o líquido de arrefecimento do motor para dissipar o calor do fluido de transmissão. Se o trocador de calor estiver obstruído ou danificado, isso pode levar ao superaquecimento do líquido de arrefecimento do motor, resultando em um aumento da temperatura do motor. Isso pode ser indicado por um aumento na temperatura do motor no painel do veículo ou por um motor superaquecido.

Qual Compass tem problema no trocador de calor?

Não só o Compass, mas também no caso do Renegade, os profissionais de reparação automotiva e responsáveis por oficinas mecânicas, informam que estes casos de veículos já comprometidos com a mistura dos fluidos da transmissão e líquido do arrefecimento, causados pelo rompimento do trocador de calor, é observado principalmente em modelos 1.8 flex, fabricados até o ano de 2019, isso serve para o Jeep Compass, Jeep Renegade e Fiat Toro.

E esta observação acima pode ir de encontro a uma hipótese já bastante levantada dentre os profissionais da reparação: que o problema não é uma falha da transmissão automática ou até mesmo do trocador de calor em si, e sim do aditivo do radiador que era utilizado nos veículos fabricados até o ano de 2019, além de hábitos que podem ter contribuído para a corrosão do trocador de calor, como completar o radiador com água comum, ou mesmo que desmineralizada mas em proporções de aditivo erradas.

Em 2020 a Jeep fez uma mudança na utilização do aditivo do radiador:

Nos manuais dos proprietários de veículos Jeep Compass, Jeep Renegade e Fiat Toro fabricados até o ano de 2019, havia a informação que o aditivo do arrefecimento utilizado era o Mopar Coolant Concentrate (MS-7176), com proporção de 30% de aditivo e 70% de água desmineralizada.

Já para os mesmos veículos fabricados a partir de 2019/2020, o aditivo do arrefecimento utilizado passou a ser o Tirreno OT-C, com proporção 50% a 50%, de aditivo e água desmineralizada.

E destacando mais uma vez que embora haja relatos de proprietários que sempre realizaram as revisões e manutenções nas concessionárias e que ainda sim tiveram o problema do rompimento do trocador de calor em seus veículos, não há como desconsiderar que por muitas vezes os proprietários podem ou por descuido ou desconhecimento, terem completado o radiador de forma incorreta ou com aditivos com características e propriedades incompatíveis.

Aditivo de radiador Tirreno OT-C: recomendado para Jeep Compass, Jeep Renegade e Fiat Toro

De qualquer forma, é recomendado a substituição do trocador de calor e do aditivo do sistema de arrefecimento de forma preventiva, mesmo que o seu veículo Jeep Compass, Renegade ou Fiat Toro não tiver apresentando nenhum problema, e se você notar alguma anormalidade no funcionamento do carro, é importante não rodar e levar o veículo a uma oficina especializada para avaliar e diagnosticar o problema. Um trocador de calor defeituoso pode causar graves danos ao sistema de transmissão e também ao motor do veículo.

Oficina especializada em veículos Jeep em Belo Horizonte:

Centro Automotivo Rubi

trocador de calor do cambio automático; problema no câmbio automático do jeep renegade e jeep compass; manutenção em câmbio automático de carros jeep

Centro Automotivo Rubi, especialista em manutenção de câmbio automático veículos Jeep

Veja também nosso web-stories sobre o trocador de calor.

Problemas no Trocador de Calor – Jeep Renegade e Compass Flex